sábado, 21 de junho de 2014

Manu e o pão da vida



Manu era ainda jovem, muito jovem, quando conheceu Camar. Viu-a amassar um pão, deixar a massa aguardando na bacia por horas para depois pacientemente abri-la, e achou tudo muito demorado e pouco prático. "Por que não coloca a massa no forno de microondas?", perguntou a ela. 
Camar sorriu e sentou-se, serviu um café e o adoçou com açúcar mascavo, como sua avó fazia, e o ofereceu a Manu. 
"Sabe", disse Camar, "nunca entendi como alguém pode fazer duas coisas ao mesmo tempo. Mas me parece que é o que todos tentam fazer atualmente...É como tentar caminhar com uma perna em cada margem do rio, para ver as duas margens de uma vez só...você precisa das duas pernas juntas pra caminhar, não é? Esta é a lei da vida, assim fomos criados...o pão que faço, leva fermento biológico. O fermento da Vida...E o fermento, e a vida, precisam de tempo pra crescer, e para todas as coisas que estão dentro da massa poderem revelar a si mesmas. Posso fazer um pão nestes fornos modernos, com fermentos rápidos, mas ele não terá o mesmo sabor, porque não dei à Vida o tempo que ela precisa para a maturação.

Você já me perguntou noutro dia sobre minha estante de livros...livros velhos, de capas manchadas por mãos de várias gerações que muito os manusearam..."pra que guardar essas velharias, Camar, se vc pode ler tudo na internet?" você me indagou. Mas eu gosto, Manu, da sensação de ter a estória entre minhas mãos...e poder sentir demoradamente cada palavra, onde quer que eu esteja. Adoro ler debaixo das laranjeiras, na minha rede...sei que eu poderia levar os equipamentos modernos pra lá, mas eles não têm a simples praticidade de um livro, que não quebra ao cair ao chão, não precisa de energia nem baterias, e tem a paciência e a humildade dos anjos, permitindo ser compartilhado, emprestado, doado, lido e relido, revirado, revisitado, seja à luz da candeia ou da eletricidade. Assim, as palavras vão germinando lentamente dentro de mim, botando folhas, desabrochando em idéias... 

 Não que eu não goste das modernidades que me dão conforto e poupam muito trabalho...mas algumas coisas ainda têm que ser feitas como nos velhos tempos, com paciência, dando tempo à vida. Assim você deve crescer, Manu, sem que ninguém acelere seu ritmo pra caber na moda do imediato, porque assim como um bom pão, um bom caráter precisa de tempo e esforço e de mãos firmes pra ser moldado e acabado...

Bíndi

 

24 comentários:

Evanir disse...

Desejo a você tudo de mais lindo e especial
que existe nesse mundo,
que conquiste todos os seus sonhos
e objetivos, que possas
estar com saúde junto da sua linda família .
Deus abençoe seu Domingo beijos
no seu coração.
Evanir.

Felisberto Junior disse...

Olá, Boa noite,
Bela reflexão...
vou partir dessa "Não que eu não goste das modernidades que me dão conforto e poupam muito trabalho..."
...inquestionavelmente, o avanço tecnológico e a dita modernidade, processo irreversível, tem gerado muitos benefícios, num tempo em que quase ninguém tem tempo para nada, e no qual passamos uma boa parte de nossa vida correndo contra o tempo que nos é tão precioso...somente esquecemos que esses benefícios somente existem se houver seres humanos agindo em certos contextos, e, como tal, não podem ser inteiramente neutros e sem a plena consciência de que tudo tem seu próprio tempo... que somente uma boa semente plantada trará uma boa colheita...que para tudo caminhar é preciso dar o primeiro passo e depois mais outro e outro, sempre com esforço, atenção e responsabilidade..não se pode “vê-se um ovo e logo se quer ouvi-lo cantar”, demonstrando a impaciência com os acontecimentos diários ...sim,dar tempoà vida,e creio que o segredo é a modernidade se harmonizar com velhos hábitos e costumes de uma época em que nem tudo era facilidade....Obrigado pela visita ,belo domingo,abraços!

ReltiH disse...

SI MI AMIGA, EL PAN SE HORNEA EN UN HORNO A FUEGO LENTO. JEJEJEJEJE.
UN ABRAZO

rosa-branca disse...

Olá amigos, a pressa de crescer, a pressa de viver, é uma constante na juventude de hoje. Tal como dizia a minha avó tudo tem o seu tempo, tarde é o que nunca vem e saber esperar é uma grande virtude. Gostei muito deste teu texto que é uma boa reflexão para quem tem pressa de viver. Beijos com carinho

Guaraciaba Perides disse...

Dar tempo ao tempo..."ha tempo para todas as coisas na vida, tempo de plantar, tempo de colher........"
Todo o processo de vida exige a conexão entre o espaço e o tempo, pelo menos na dimensão de nossa realidade...assim a gestação, as vivências factuais e emocionais, o amadurecimento e a transformação.
Ótimo texto para refletir sobre a vida moderna.
Um abraço

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Oi amigos Bindi e Gosth eu acho que tudo tem seu tempo certo.
Apesar da modernidade,o aprendizado antigo fica guardado como grandes ensinamentos.
Semear no tempo certo, para colhermos bons frutos.
bjs
Carmen Lúcia.

Arco-Íris de Frida disse...

Nao sei se gosto tanto assim da modernidade...

Malu Silva disse...

Mas fala a verdade!!! Um pão feito aos moldes de tempos atrás é muuuito mais saboroso. Traz-se a presença do carinho de quem o fez...
Um enorme abraço

www.euflordealfazema.com

Simone Felic disse...

Boa tarde
É verdade , hoje é tudo tão engessado , tão prático , que não sabemos o tempo que cada coisa demora pra ser feita , e assim nos tornamos em nossos sentimentos também querendo tudo rápido e pronto sem ter paciencia para esperar.
bjs
http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Puxa...
que belo!
Bjins

CatiahoAlc./ReflexodAlma

Dorli disse...

Oi queridos,
Um texto lindo e de grande profundeza, comparando o pão biológico com que leva a vida que, muitas vezes, demoram a passar com sabedoria.
Adoro meus livros velhos, só troquei o mesmo livro velho por um novo, quando ele estava "mancolando" e desfarelando( mas está guardado de recordação).
Adorei.
Beijos
Lua Singular

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meus queridos

Tudo tem o seu tempo e coisas feitas apressadamente, não ficam com o mesmo gosto. gostei da reflexão.

Estou voltando e quero agradecer o apoio e carinho que me ajuda a continuar.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Bell disse...

Modernidade é ótimo, mas fala a verdade tem coisas e sabores que não substituem por nada.

bjokas e um lindo fds =)

Bell disse...

Modernidade é ótimo, mas fala a verdade tem coisas e sabores que não substituem por nada.

bjokas e um lindo fds =)

Elisabete disse...

Bem visto! Só que o tempo está cada vez mais escasso. Mas, temos que fazer por isso.
Um texto lindo.
Bjs

Bandys disse...

Ola meninos,
Um belo texto para um reflexão profunda. Tento misturar a modernidade ( as vezes não tem jeito) com as experiencias das avós.penso que naquele tempo tudo era feito com mais paciência, serenidade e amor. Mas o mundo cresce também e é necessário se adaptar. Enfim sempre é bom mesmo que por pouco tempo apreciar as verdadeiras belezas da vida.
Beijos

Rita Sperchi disse...

Bom dia de domingo!

Eu Aprendi
Que são os pequenos acontecimentos
diários que tornam a vida espetacular;
Que cada pessoa que a gente conhece
deve ser saudada com um sorriso!

___________William Shakespeare

Abraços de uma boa semana

└──●► *Rita!!

Nal Pontes disse...

Muito bom poder refletir um pouco em tudo isso, na modernidade e nos tempos que se foram. Vale agradecer a Deus por cada época, pois com cada uma todos tiveram e temos muito a aprender. Na antiguidade aprendemos que para tudo era necessário a PACIÊNCIA, hoje adquirimos a angustia qd um fogão automático demora ascender. Por isso precisamos refletir e dar o valor devido a cada coisa. Desejo a vc um domingo maravilhoso. Bjsss

ONG ALERTA disse...

A vida é feita de pequenas conquistas, beijo Lisette.

Maria José Rezende de Lacerda disse...

Estou tão sumida de toda a blogosfera por absoluta falta de tempo e um pouco de desânimo também. As postagens do Arca são programadas. Beijos.

Lua Negra disse...

Ultimamente tudo esta tão corrido, que perdemos momentos importantes.
As pessoas estão mais intolerantes, mais imediatista...

Costumamos culpa a falta de tempo, mais o tempo é nós que fazemos, pois esta na nossa mão dar o devido valor aos pequenos milagres diários da vida.

Linda postagem, bênção e luz na vida de vocês Bíndi e Ghost
Beijinhos de lavanda.

Maria Adeladia disse...

A vida é bem agitada hoje, mas creio que depende de cada um.A forma que administra o tempo, a sua vida,sob todos os aspectos fazem toda uma diferença.Passando para desejar-lhes um ótimo dia!Bjs!!

Roselia Bezerra disse...

Olá, meninos
O final do post ficou encantador...
Bom mesmo a cautela e prudência para viver o dia a dia...
Bjs fraternos de paz e bem

Clau disse...

Boa tarde Ghost e Bindi :)
Amei o texto, uma lição de vida.
A carapuça me serviu em vários trechos!
Às vezes devido a afobação, eu faço não duas, mas várias coisas ao mesmo tempo.
Isso é horrível. Preciso parar de agir assim...
Bjs \o/

P.S.:Gosto da letra dessa música...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...