sábado, 27 de setembro de 2014

Toys



"Um dia, já fomos imperfeitos. Naquele tempo, um fotógrafo fazia lindas fotos de pessoas contando apenas com alguma maquiagem e boa iluminação, unidas à sua arte e habilidade. Mas as fotos não ficavam imaculadas: havia pequenas manchas na pele, ruguinhas, um corpo mais ou menos cheinho, cabelos ​de várias ondulações, culotes, narizes de todos os tamanhos e formas...sim, éramos todos diferentes uns dos outros. 

Então, um dia, aqueles que odiavam a nossa espécie contrataram um especialista. Com ferramentas e filtros de seus softwares maravilhosos, seios cresciam, cinturas afinavam, músculos masculinizavam-se, coxas engrossavam, sardas sumiam, os cabelos não mais se rebelavam...e homens e mulheres se transformavam na imagem desejada da Perfeita Criatura, também denominada SEPSIS: Seres Eternamente Plásticos​ Submetidos à Inteligência Sintética. Mas só podíamos viver ​esta existência de perfeição ​no mundo virtual​; fora do computador, continuávamos "feios" e era impossível nos relacionar uns com os outros, já que não nos reconhecíamos, tão distintos éramos de nossos impecáveis avatares. 

Com o tempo, nós mesmos aprendemos a nos ver com o olhar crítico de nossos criadores. Pouco a pouco, notávamos imperfeições onde antes só víamos expressões de sentimentos e emoções, defeitos onde só percebíamos silhuetas humanas. Medíamos as figuras com nosso olhar, e antes de qualquer coisa, era a aparência de alguém que nos preenchia todo o pensamento. O que aquela criatura era, seu coração, personalidade e jeito, pouco a pouco foi deixando de vir ao caso; somente a perfeição formal era aceitável, o resto era material de descarte. Então, resolveram alterar também nossos corpos reais, e após poucas centenas de cirurgias, já podíamos andar pelas ruas sem nos envergonharmos de nossos prévios feitios boçais e mal projetados. 

Mas restava um detalhe, ainda não retificado pelas ferramentas dos aplicativos: tínhamos um espírito, um restolho de alma dentro de nós que, em alguns indivíduos, ​continuava a manifestar-se em surtos esporádicos de revolta contra o sistema. Mas espertamente, a maioria​ de nós​ foi devidamente doutrinada a pisotear a dignidade destes recalcitrantes, tachando-os de feiosos, velhos, ​bregas, ​pobres, ou inúteis. Engraçado que palavras como "ignorante" ou "burro" caíram totalmente em desuso como insultos, já que os adjetivos aplicavam-se à maioria de nós, então. Desta forma, ser burro ou ignorante era a regra, naturalmente aceita. Afinal de contas, a inteligência ou o caráter eram coisas abstratas, e mais do que tudo, invisíveis: e vivíamos no mundo da aparência. 

Hoje, posso ser considerada uma rebelde neste mundo. Desisti do botox há quase um ano, e ainda conservo muitas partes de meu corpo sem silicone. Mas precisei quebrar meu espelho para não cair numa crise de abstinência de cirurgias...está sendo muito difícil, difícil demais, me tornar humana de novo."

Bíndi 



http://extra.globo.com/famosos/preta-gil-reclama-de-foto-excessivamente-retocada-em-revista-13895844.html



 

 Imagem: http://funny-pictures.picphotos.net/

31 comentários:

Rita Sperchi disse...

Que musica linda fazia tanto tempo que não ouvia e combinou bem com o texto..rsrsrsr mas que as fotos são engraçadas ah isso são né

Bom dia de domingo e um
ótimo começo de semana
Bjussss

¸.•*¨✿✿Rita!!

Elisabete disse...

Com ironia, este texto transmite uma excelente mensagem. Gostei de ler.
Bom domingo

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Hoje está tudo mudado amigos,não há mais a beleza natural,existem muitos artifícios para esconder algumas imperfeições.
Mas eu aprovo.
Bjs amigos Ghost e Bindi.
Carmen Lúcia.

Bandys disse...

Ola,
Adorei o texto. lembrei-me de uma dinamica de grupo que eu participei onde as pessoas falava com quem a outra parecia. E uma amiga do curso disse que eu parecia com a Monalisa. Eu fiquei pensando sera que é mesmo?? Pensei nos cabelos, nos olhos, no sorriso discreto...E logo ela emendou pela serenidade que a pintura passa. Não sei se passo essa serenidade, rss mas realmente a naturalidade sim. Se tornar humana sem aperfeiçoar a alma acredito que seja impossível.A matéria é consequência.
Deixo um grane beijo para vocês
Ps:gostei do cabelo da Monalisa loura, hahahaha acho que vou dar chá de camomila no meu.

Dorli disse...

Oi querida,

quando jovem tirei muitas fotos preta e brancas, pois não haviam coloridas. Só usava batom e delineava bem as sobrancelhas. As fotos saíam maravilhosas.
Ainda tenho algumas delas guardadas.
Olha a coincidência uma dessas essa fotos retirei da carteira do meu marido quando ele morreu e hoje está na carteira do 2º marido.
Nunca fui de cuidar muito do meu corpo e gosto dele, meio cheinho.
Jamais faria plástica para mudar alguma coisa, pois estou satisfeita com ele, não quero perder minha identidade.
Nada contra...
Quanto ao seu comentário: sonhar faz bem a alma.
Beijos no coração
Lua Singular

Denise disse...

Texto impressionante, retratando nossa realidade. Discordo totalmente do esculturismo, penso que melhor nos aceitarmos como somos, mesmo que gordinhos, com sardas, nariz grande,etc. Já vimos várias pessoas perdendo suas vidas por desejar mudar seu visual através das cirurgias. Fato lamentável. Muita paz!

ReltiH disse...

UN TEXTO MUY SIGNIFICATIVO!!!!! Y NAT KING COLE, FENOMENAL!!!
UN ABRAZO

Jossara Bes disse...

Belo texto!
As pessoas estão muito insatisfeitas! Não gostam do corpo que tem, não aceitam envelhecer, não admitem passar por momentos tristes, e por aí vai...
A aparência está acima de tudo, não importa a que custo.
Enfim, pergunto, para onde vamos?
Felicidades para vocês!

Ghost e Bindi disse...

Tratamos apenas da estética, sem nos importarmos com os sentimentos, vivemos presos num sistema que nos impõe uma forma de comportamento que esteja de acordo com o que é imposto por uma minoria, nos manipulam, modificam nossas roupas, nossos costumes, até mesmo nossa forma de falar, sem saber para onde isso leva, seguimos silenciosos, como cordeirinhos sem vontade própria e sem um objetivo maior, aprender a amar o próximo, por exemplo, deixar nossa aparência em segundo plano, nos importar mais com os sentimentos que nos melhorem como seres humanos.

Além de um lindo coração, vc tem a simplicidade e a bondade das almas iluminadas, importando-se sempre com os sentimentos, pois a embalagem o tempo desgasta, fica só a alma e seus valores.

Amo vc

Ghost

Bell disse...

Somos perfeitas do jeito que somos, podemos não gostar do que vemos mais ainda somos perfeitas.


bjokas =)

Nequéren Reis disse...

Quando nós se amamos do jeito que somos, isso é perfeito amei a musica linda tenha uma semana abençoada.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

Clau disse...

Boa tarde Ghost e Bindi :)
Que texto inteligente...
A beleza exterior pode enganar,
enquanto a beleza interior sempre encanta.
Infelizmente, muitas pessoas se preocupam apenas com a beleza do corpo,
e esquecem que só a beleza interior tem longa duração.
Bjs!

Guaraciaba Perides disse...

Oi, queridos Ghost e Bindi...você acha que a segunda Mona Lisa ficaria eternizada com obra de arte (rs) Quando estudamos Mona lisa entre outras expressões o seu sorriso a define ou não, daí a ambiguidade e a sua personalidade e por tabela o seu fascinio. O que nos difere é o que nos
encanta e o amor é provocado por particularidades que tornam único o ser amado. Um dia fui a um casamento ,cheguei mais cedo e assisti a uns três em sequência de noivas absolutamente iguais, com maquiagens idênticas de rostos de bonecas...já não sabia a que casamento assistira pois não reconhecia a personagem.
é muito verdadeiro o seu texto.
Um abraço

Simone Felic disse...

Muita coisa mudou , hoje vemos uma pessoa na a net e não tem nada a ver com a realidade.
bjs

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Vera Lúcia disse...


Olá Bíndi,

Gostei demais desse texto. Incrível como a beleza física tornou-se fundamental, em detrimento à beleza da alma. A própria mídia foi e é incentivadora dessa compulsão pela busca da perfeição física. Não sou contra, absolutamente, à vaidade que faz sentir bem e eleve a autoestima. Contudo, todo excesso é condenável. Por que não aquele que está infeliz com o seu nariz não procurar uma plástica para melhorá-lo? Apenas um exemplo entre tantos casos que fazem uma pessoa não se gostar ou ser objeto de piadas maldosas. Quem não se aceita como é fisicamente deve fazer o melhor que puder para se sentir bem. Repito, contudo, que excessos partem de quem se esquece que tem uma alma e que é nela que deve fazer as plásticas necessárias para irradiar beleza ao seu redor.

Beijos ao casal.

Marilene Domingues disse...

Olá Bindi e Ghost, boa noite!
Também tenho imenso prazer em estar aqui conhecer seu blog e fazer novas amizades.
Adorei ler esse texto inteligente e que nos faz pensar no quanto se valoriza a forma física e se esquece do que é essencial, a alma e o coração.Fiz há poucos dias 60 anos e admiro uma mulher bem cuidada, cabelos tratados, pele hidratada, unhas bem feitas. No demais, o natural na minha opinião é sempre mais bonito. Vejo meninas de pouca idade, já toda plastificada, que perdem até a identidade de tantas mudanças que fizeram...Se somos belos por dentro o resto perde a importância, porque isso é o que vale.
Obrigada pela visita, ela encheu meu coração de alegria.
Deixo abraços com muito carinho para vocês Bindi e Ghost
Marilene

Felisberto Junior disse...

Olá,Boa noite, Bíndi &Ghost
...vivemos num mundo repleto de ilusões e de aparências.Lidamos com pessoas em qualquer ambiente, não só a virtual, eivado dessa futilidade de querer "aparecer", não pelo que é na essência, mas pelo que ela tenta "parecer"... Não há SEPSIS, cirurgia plástica ou maquiagem que sejam capaz de recompor a alma, portanto, só seremos belos por completo, a partir do momento que inventarem cirurgia plástica interna...
A Preta Gil tinha que reclamar mais...a foto foi demasiadamente e excessivamente retocada...
Obrigado pelo carinho, belos dias, beijos e abraços!

Edumanes disse...

Penso que seremos mais felizes, assim como somos e não da maneira que alguém possa querer que sejamos...Ao olharmos para o espelhos não deveremos ficar espantados com a imagens que nele estamos vendo, porque é a nossa e o que nosso é nosso. Temos é que nos habitual a viver como somos e não, talvez, como ilusão desejaria-mos ser!

Obrigado pela visita, um abraço.
Eduardo.

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Como é bom chegar aqui e ouvir tão linda melodia, Bindi
Gostei imensamente da sua postagem.
Sim, hoje em dia cultua-se muito o corpo.Na verdade o que importa é o interior das pessoas.

Obrigada por participar da Frase Fofura.
Fiquei feliz em vê-los por lá.
Um grande abraço ao casal de
Verena e Bichinhos

Helena Medeiros Helena disse...

Um texto que reflete com riqueza de detalhes esse culto à beleza tão flagrante na época atual e tão deprimente. Tenho duas pacientes que se renderam a esse culto e se entregaram em mãos de profissionais que depois se mostraram inaptos para esse tipo de atividade, e hoje elas trazem marcas, não só no físico como também na alma. Estas, estamos tentando resolver, mas as do corpo talvez sejam amenizadas a custo de muitas outras cirurgias.
Excelente a tua reflexão sobre o assunto, amiga!
Enternecedor também é o comentário de Ghost, lindo, profundo, verdadeiro!
Que cheguem aos dois milhares de sorrisos espalhados entre as estrelas que habitam seus corações.
Com carinho,
Helena
(http://helena.blogs.sapo.pt)

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, texto é magnifico e dá para refletir sobre o mesmo, o que pomposamente chamam de evolução não é mais nem menos, que a criação de dependências, estas tem como finalidade o consumo para satisfazer as dependências e criar riqueza a quem produz.
AG
http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

✿ chica disse...

Lindo texto, gostei muito! bjs praianos,chica

My Silva disse...

Uma linda mensagem acompanhada de uma canção não tão bela
Amei o texto, me deixando a pensar

Bjks

My

http://entreelassempre.blogspot.com.br/

Isa Martins disse...

Olá, vim conhecer seu cantinho e já vou ficando...bom texto pra refletir.
Realmente o mundo hoje é voltado ao culto do corpo e da aparência e acho muito válido se cuidar, mas sem exageros ou métodos artificiais que podem prejudicar a saúde ou resultar em estragos maiores como vemos tanto por aí.
Um bom fim de semana, beijos

José María Souza Costa disse...

Olá, bom tudo, para você
Neste dia de sábado, doado-nos graciosamente pelo Criador, estou cá, com o sentimento de amizade, respeito e alegria, à saudar-te.
Viva, o dom da Vida.
Um abraço.

Maria Adeladia disse...

O fundo musical é lindo!O texto é maravilhoso e absoluto!Essas tecnologias são superficiais demais.Me cuido sim, mas com moderação.Acho que as pessoas fazem tantas cirurgias e usam numerosos produtos que acabam ficando piores.Beijos e uma semana cheia de realizações.

Vera Lúcia disse...


Olá amigos,

Como já comentei nesta ótima postagem aproveito a oportunidade para agradecer-lhes a amável visita e o comentário enriquecedor. Achei muito bem colocada a argumentação de que algumas pessoas clamam por justiça, quando, na verdade, esperam por vingança. Bem verdadeiro.

Belos dias ao lindo casal.

Beijos.

rosa-branca disse...

Olá, envelhecer faz parte da vida, mas nada de exageros. Pinto o cabelo, pois sinto-me melhor, mas as minhas rugas são imagens de marca que a vida me deixou. Evito comer algo que saiba que me deixa indisposta e mais nada. Sou amiga de chás, pois gosto muito, mas como praticamente tudo. Quanto à idade ás vezes até me esqueço que estou quase com sessenta anos. Temos que levar a vida o melhor que sabemos e dar a receita aos nossos entes queridos, mas tudo sem exageros. Gostei muito do seu texto. Um abraço com carinho

Amanda Mércuri disse...

;D

O problema não é querer ficar bonito. O problema na verdade é querer seguir um "padrão" que foi imposto na sociedade do que é considerado belo. Com isso as pessoas se esquecem de que beleza é algo singular. O único padrão que as pessoas deveriam seguir é o de se sentir bem independente das características físicas que possui.

Ótima quinta!

Beijo! ^^

Eu...Suzana disse...

O que era no ser humano algo tão natural, transformou-se, com o uso da tecnologia, numa máquina de beleza e valores, nada sadios. A beleza, ao meu ver, deve vir de dentro para fora, e claro, pequenos cuidados saudáveis, nada exagerados.
Gostei deste texto, muito interessante para a época em que vivemos.
Um beijo grande meus amigos e até!

ONG ALERTA disse...

Os conceitos mudam....
Beijo Lisette.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...