sábado, 15 de agosto de 2015

Tudo por um grande amor...sempre e eternamente



Então, naquele dia, senti um calor enorme me envolvendo, e me virei
E vi teus olhos, doces, ternos, tímidos me olhando
Olhar que nunca, em dia algum, esquecerei,
pois foi o primeiro raio de sol desse amor me acariciando.
Fomos felizes, por dias, meses, como borboletas soltas no jardim
Nada nos preocupava, o mundo era só nosso, e puro encanto
Mas a vida tinha outros, bem diversos planos para mim.

O envelope branco, imaculado, lacrado ainda em seus mistérios
Era o selo do meu destino, também do teu, por conseguinte
E veio a ser o que eu temia, portador triste de um problema sério
Que me afastaria do mundo e do teu amor, talvez pra sempre.
Doente eu estava...e em meu desespero desejava te poupar
Do sofrimento de acompanhar de perto minha peregrinação
Portanto preferi de ti me afastar assim, abruptamente
Pois sei que a raiva te doeria menos do que a compaixão.

De egoísmo me acusaram, de leviana e de fraca confiança
Pois o amor, disseram, é para todos os momentos,
sejam de alegria, de tristeza, de saúde ou de doença...
Vaidade, talvez...? Piedade, fraqueza, não sei...talvez possas nomear assim.
O turbilhão de sentimentos que acolhi no peito me debilitara tanto
Que mesmo nosso luminoso amor não o conseguiu desvencilhar de mim.

Hoje, curada e forte, sei que talvez tenha perdido a minha chance
Pois mesmo sabendo que venci a morte, posso não eliminar a dor do desencanto.
Estou aqui, agora, em frente à tua porta. Ainda estão lá aquelas violetas
que contigo cultivei, e que amavas tanto.
Aquela rachadura na parede é nova...as janelas parecem de outra cor.
Pergunto-me se haverá espaço pra mim em tua vida ainda,
Ou se já o destes a um novo e mais seguro amor.

Ouço passos lá dentro em direção à porta...
Aprumo-me em uma onda de nervosa inquietação
O que dirás, se vir à tua frente aquela que talvez já morta
Estava, e sepultada para sempre no teu coração?

Teu rosto eu vejo, sob a vidraça embaciada pela chuva fria
Nunca esquecerei, por certo, a tua exclamação brejeira
Aqui estou, entregue à tua decisão que me fará contente ou triste
Pois minha vida, eu a resgatei da morte para te entregar inteira. 

Bíndi

31 comentários:

ReltiH disse...

LINDO TEMA. UNA ENTREGA TOTAL!!!!
ABRAZOS

Arco-Íris de Frida disse...

Lindo... mas triste... mas assim é o amor...

Beijos...

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Ghost e Bindi...cada pessoa reage à sua maneira e como disse Vinicius de Moraes: " a vida é a arte do encontro embora haja tantos desencontros pela vida"
Um abraço

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Temos que ser eternos para sempre amigos Bindi e Ghost,junto aquele que escolhemos como nosso amor.
Adorei ler a história
Bjs-Carmen Lúcia.

CÉU disse...

Olá, meus queridos amigos!

Linda e bem conseguida prosa poética/poema, feita/o pela Bindi, k nunca nos pouca a emoções.

Percorri toda a história, com olhar cheio, mas de oração apertadinho, pois não saberia qual iria ser o final, k foi aquele que todo o leitor quer: REENCONTRO.

A regressada, e após tanta tribulação, até reparou na rachadura da parede e na cor das janelas, k lhe pareciam ser de outro tom. Se lembrava de tudo.
Os últimos quatro versos são o epílogo do poema, e assim é tudo tão deslumbrante. Quanta entrega, deus meu.

Adorei ler você, querida! Gostei, tb mto do vídeo, embora cenas de algum desconforto, mas o final compensa, oh, se compensa!

Boa semana.

Beijos e abraços para ambos.

Dorli Ramos disse...

Oi queridos
Quem ama é para sempre, eu sei disso porque já enterrei um marido.
Como era muito nova, casei-me novamente.
Meu amor não tem horas ruins.
Beijos
Dorli Ramos

Maria Rodrigues disse...

Intenso, apaixonado e belo.
Beijinhos
Maria

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Ghost e Bindi.
Maravilhoso, Bindi.
Adorei do início ao fim.
Corremos um grande risco do "desencanto" acontecer seja por qual razão for.
Fazemos escolhas e julgar é fácil demais.
Há quem pense que não contar algo terrível seja poupar a pessoa amada, evitando momentos de tristeza e piedade.
O que é o amor, afinal? Creio que seja o alicerce da partilha.
A personagem terá de encarar uma situação muito delicada, talvez mais do que a doença, a incerteza se ainda existe na alma e vida da pessoa a quem deixou.
Seja como for, há de rer a coragem que a fez segredar algo tão sério.
Tenha uma semana de paz.
Beijos na alma.

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

O que dizer diante de tão lindos versos, Bindi
Só posso aplaudir.
Obrigada pelo gentil recadinho deixado lá no blog.
Continuação de uma alegre semana.
Um abraço amigo de
Verena e Bichinhos.

Elisabete disse...

Lindo e intenso! Ah o amor!!!
Bjs

Zilani Célia disse...

OI BINDI!
AMEI. UM TEXTO INTENSO, NOS DANDO CONTA DE QUE, AMOR É PARA TODOS OS MOMENTOS, NÃO VALE A PENA CORRER O RISCO DE PERDÊ-LO.
LINDO DEMAIS.
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

silvioafonso disse...

.

Seu blog é fantástico, vocês
são fantásticos e talvez por
isso não tive como não segui-
los.

Aguardo vocês lá em casa e
se sorte eu tiver, vocês me
seguirão também.

Um duplo beijo a dupla.



.

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Que lindo,querida amiga Bíndi.

Emocionei-me com seu poetar tão repleto de amor e tristeza.

Doeu em mim como se estivesse vivendo!

Obrigada por seu belo comentário em meu espaço e volte sempre.

Uma quinta-feira de paz e alegrias

Beijos sabor carinho

Donetzka

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Parabéns pela a expressiva prosa poética. Um belo e maravilhoso fim de semana... Belo dia

Jossara Bes disse...

Ghost e Bindi!
Lindo!Intenso!
Abrir mão de sentimentos pensando em poupar o outro, certamente é
uma prova de muito amor!
Amei ler!
Beijo carinhoso, feliz fim de semana!

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá amigos Bindi e Ghost,passando para desejar a vocês um ótimo final de semana.

Bjs-Carmen Lúcia.

Nal Pontes disse...

O Amor é tudo na vida. Desejo a vcs um lindo final de semana. Abçs

Arione Torres disse...

Oi amigo, vim lhe desejar um ótimo final de semana, abraços!!

Rita Sperchi disse...

As vezes o bonita tbém é triste
mas o amor é tudo

Boa noite de sábado
Bjusss
Rita

O Sibarita disse...

Ei moço, moça! kkkk

Que texto intenso, maduro e de prova de amor!

O Amor é isso mais aquilo da escolha, do momento, do querer, do vivenciar!

Belo texto, aliás, sempre! kkk

O Sibarita

Mirtes Stolze. disse...

Boa noite Ghost e Bindi.
Maravilhoso texto Bindi. Quando amamos, corremos o risco do desencanto, para mim quem ama renuncia ate para não fazer quem ama sofrer. Uma linda semana para vocês. Um forte abraço.

Arione Torres disse...

Oi amigos, vim lhes desejar uma ótima semana, beijos e fiquem com Deus!!

António Jesus Batalha disse...

Gostei do texto muito poético. Muitas vezes os sonhos mudam e seguimos outro caminho, no entanto há sempre uma esperança que ajuda a atingir o objectivo.
Abraço.
António.

José María Souza Costa disse...


Olá.
Tudo bem.
Uma verdadeira " Canção de Amor " a sua postagem.
Entregar-se por inteiro, viver a densidade do amor.
Parabéns.
Abraços

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, gostei do que escreveu, descreve a realidade em muitas vidas.
Quando nos acontece algo de bom devemos valorizar, o que ficou para trás já não regressa mais.
AG

Arione Torres disse...

Oi amigos, vim lhe desejar uma ótima semana, abraços e fiquem com Deus!!

Helena Medeiros Helena disse...

Queridos amigos: vim aqui agradecer pelo carinho e manifestação de solidariedade deixados no meu espaço. Foram mensagens como as tuas que me fizeram aceitar a sugestão de profissionais, familiares e amigos de retornar às atividades blogueiras, de buscar no convívio social e nas ocupações profissionais um meio de sair do estado depressivo em que me encontrava. É difícil, amigos, muito difícil descartar-me de um sofrimento que parece que veio para ficar... Buscar esperanças, driblar a tristeza, descartar-se das lembranças, são coisas que de momento me parecem impossíveis. Mas vou procurar nas postagens os temas que não submetam os amigos a momentos de compaixão, talvez assim consiga desvencilhar-me dos grilhões que me aprisionam os pés...
Meus queridos, a poesia dos dois traz sempre versos profundamente arraigados nos sentimentos e emoções que permeiam a alma humana. Sabem extrair com extrema sensibilidade o sumo da existência, da vivência de seres destinados a se amarem da forma mais bonita e coerente, com doação, cumplicidade, compreensão e companheirismo. Abençoado seja sempre esse AMOR que os une e faz florescer poemas que são extraídos do mais fundo da alma.
Deixo um carinhoso beijo no coração de cada um, com muita gratidão,
Helena

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Ghost e Bindi.
Como já havia comentado nesta maravilha, desejo uma excelente semana de paz.
Beijos na alma.

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Ghost e Bindi.
Como já havia comentado nesta maravilha, desejo uma excelente semana de paz.
Beijos na alma.

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Ghost e Bindi.
Como já havia comentado nesta maravilha, desejo uma excelente semana de paz.
Beijos na alma.

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Bíndi e Ghost.
Então... e esta história de amor fica em suspenso?
A cargo de nossa imaginação?
Eu imagino um final feliz. Não quero de outra maneira ;)
Um amor que começou bonito, merece ser feliz.
bj amg

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...