quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Alimentando pombos



Chega a mensagem da amiga, de coração carinhoso
em que a doce imagem da menina me hipnotiza
eternamente alimentando pombos, num mundo só seu.
Tão doce mundo, tão delicada luz, tão tudo de bom, demais...
Mas esqueci de fechar as janelas e frestas da casa
e a vida de verdade entrou, desaforada e estridente 
pela voz do repórter do jornal das sete, que assim como alguns 
do jornal das oito, das nove, das dez e das madrugadas obscuras 
parece se deleitar em nos deitar notícias ruins pela televisão afora. 
Sim, eu sei que o mundo tem acontecimentos maus... 
Mas é preciso apresentá-los assim, nessa crueza dura? 
Ou pior, nessa narrativa que abusou de toda a maquiavélica criatividade 
para averiguar os detalhes mais indecorosos e sórdidos, 
entrevistando das vítimas a mãe, a irmã, a tia e os parentes todos 
e tentando espremer deles mais lágrimas, mais dores, 
cutucando as feridas abertas com a vozinha doce e falsa 
e acordando sentimentos doloridos e memórias perenes que talvez nem despertassem 
sem essa voracidade pela notícia violenta e sinistra. 
Deixem em paz as vítimas e seus queridos, não preciso da notícia inteira, 
esquartejada, detalhada em precisão cirúrgica e posições cadavéricas. 
Alguém morreu, eu sei. 
Mas não deite fora o respeito pela morte e pela vida como a água de um balde sujo 
Nem atire na vala comum mais um acontecimento, 
fazendo dele apenas uma isca para os números de audiência. 
Você tirou minha paz, repórter do jornal das sete 
e nem tive tempo de trocar de canal ou de baixar o volume 
antes de trocar de alma para sair desse mundo 
onde a menina eternamente alimentava pombos.



Bíndi


Imagem: https://3.bp.blogspot.com/-WdNI_j1MkVo/VDS-acijBhI/AAAAAAAAM9c/2n4zBy4pVAA/s1600/Animation.gif

30 comentários:

Dorli Ramos disse...

OPi Bindi,
Como você nos prende a leitura de tudo que escreve, tem o poder de esquecer que na sala ao lado estão falando as mesmas crueldades que aqui descreve.
Que deixem os parentes chorarem seus mortos sem torturas.
Beijos no coração
minicontos

Guaraciaba Perides disse...

Os jornais...o veneno nosso de cada dia e a banalização do mal.Assim na escalada dos desatinos cada vez maiores, a mentalidade criminosa se arrasta em busca de mais vítimas e holofotes. eu sempre penso que uma notícia mais enxuta para o mal e mais entusiasmada para o bem, seria saudável para a[o espírito da humanidade. Incentivo para o bem para um mundo mais receptivo ao amor solidário.
um abraço, Paz e bem!

ania disse...

Texto lindo, profundo, verdadeiro...parabéns pela maravilhosa postagem! abraços, ania..

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá Bindi,você escreveu tudo que desejamos falar.
Noticiários só com crueldades é o que vemos,e isso nos passa muita negatividade.
Nada como apreciar a menina alimentando os pombos,como se estivesse pedindo a eles muita paz.
Bjs e um ótimo final de semana a vocês.
Carmen Lúcia.

Dorli Ramos disse...

oi querida
Adorei seu comentário.
Vai haver mudanças nos blogs. Você deve ter percebido, pois entrei de seguidora sua dde dentro do Lua Singular.
Dê um pulo lá, pois lá não se comenta-só leituras.
Beijos no coração
minicontista

ReltiH disse...

UN POEMA MUY DELICADO.
ABRAZOS

Blog da Gigi disse...

Olá amei seu cantinho!!!!!!! Seguindo!!!
http://gigicandy29.blogspot.com.br/

O Sibarita disse...

Pois é dona Bindi! kkk Estamos num mundo de profissionais da imprensa desnudos de alma, de sentimento, de poder e de bondade no coração!

Todos os dias o dia inteiro os jornais são assim, se espremer só sai sangue!

Seu texto é porreta e merece reflexão dos leitores!

O Sibarita

uanderesuacronicas .blogspot.com disse...

Quando aqui cheguei, confesso que se quer me dei conta dos minutos que o seu lindo texto manteve-me preso a ele...
Dos dizeres mais puro, das palavras mais sinceras, dos escritos mais belos, esta os teus... Amei a postagem.
Espero-te em Apenas Palavras.
bj de carinho! te desejo um ótimo final de semana.

Blog da Gigi disse...

Lindo domingo!!!!!!!!!! Beijos

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Bindi e Ghost.
Na realidade estamos cada vez mais presos a esse tipo de noticiário e não há muito o que fazer,pois se mudamos de canal lá estão as mesmas notícias tristes,cruéis, acredito que chegamos a nos acostumar com esses relatos, mas eu concordo que não é preciso fazer o sensacionalismo em cima do fato.
Eles existem e sempre existirão, pois a humanidade está cada vez menos humana, os valores se perderam, não há mais Deus para esses criminosos.
Que as vítimas descansem em paz nesse jardim florido repleto de pombos como bem ilustra a imagem.
Tenha um fim de semana de paz.
Beijos na alma.



Ricardo Tribin disse...

Refinado poema, junto con una bella postal, y música maravillosa.

Abrazos.

Cristina Sousa disse...

Olá Bindi e Ghost.
É sempre um prazer te visitar.
" (...) Nem atire na vala comum mais um acontecimento" quantas e quantas vezes o fazemos, sem nos dar-mos conta disso.

Beijo carinhoso

CÉU disse...

Olá, queridos amigos!

Maravilhoso texto, com duplo sentido e recado, escrito pela Bíndi.
Pois é, nós queremos ver meninas e meninos, crianças alimentando pombos, lhes dando carinho e atenção, afinal a pureza combina com atos desses, e zás, olhamos a TV e lá vêm desgraças atrás de desgraças, e mostram tudo tim tim por tim: a casa da vítima, onde foi assassinada, os vestígios macabros, as roupas da vítima nos roupeiros, sua última refeição, o pratinho onde comeu, enfim, não sei se entram na casinha pra ver os produtos k ela usava.

É simplesmente deprimente e angustiante! Mas, será k esses apresentadores, esses repórteres ainda não aprenderam o k respeitar a dor humana e a privacidade a que têm direito? Está na altura, aliás, o hoje já deveria ter sido há anos.

Meus senhores e minhas senhoras, ESTÁ NA HORA DE SABEREM DAR NOTÍCIA COM ÉTICA E PROFISSIONALISMO!

Em Portugal, há tb um canal televisivo que faz coisas desse género, pra ter audiências, naturalmente. Tem bons profissionais, mas poucos, mto poucos. O resto é ator, k também é apresentador, pke não tem trabalho no teatro, enfim, "cada macaco no seu galho" para as coisas terem uma satisfatória qualidade, mas assim não sucede.

Resto de feliz semana.

Beijos, com estima e amizade.

Pepi, Xixo, Juja, Jujuba disse...

Queridos amigos
Aplausos pelo texto tão bem escrito e tão verdadeiro.
Obrigada pela perfeita participação lá na História Doçura.
Deixo o meu abraço amigo.
Com carinho de
VERENA e Bichinhos.

Pepi, Xixo, Juja, Jujuba disse...

Queridos amigos
Aplausos pelo texto tão bem escrito e tão verdadeiro.
Obrigada pela perfeita participação lá na História Doçura.
Deixo o meu abraço amigo.
Com carinho de
VERENA e Bichinhos.

Elisabete disse...

Gostei do seu texto lindo e profundo!
Escreve sempre com tanto amor nas palavras.
Bjs

Bandys disse...

Ola Bindi,

A exploração abrange todos os setores.
Lembrei de outra musica que retrata isso tambem,
Hay dias que no sé lo que me pasa. Eu abro meu Neruda e apago o sol.
Misturo poesia com cachaça E acabo discutindo futebol.
Mas não tem nada, não, Tenho meu violão.

Acordo de manhã, pão com manteiga. E muito, muito sangue no jornal.
Aí a criançada toda chega E eu chego a achar Herodes natural.
Mas não tem nada, não, Tenho meu violão.

E aí vamos procurando os cantinhos onde a paz e o amor
falam mais alto, mesmo que as vezes em !silencio!
E assim podemos tentar ouvir as pombas se alimentarem.

beijos e um super domigo.

Jossara Bes disse...

Queridos, Ghost e Bindi!

Bindi, seu texto retrata com perfeição a crueldade com qual somos "invadidos"!
É assim como você fala, "espremer mais lágrimas"!
Queremos pombos para alimentar! Sem dor, sem maldade!
Obrigado pelo carinho, feliz semana!
Beijos!

Zilani Célia disse...

OI BINDI!
TENS RAZÃO EM TEU TEXTO, SABEMOS ESTARMOS VIVENDO UM MOMENTO EM QUE A VIDA HUMANA PASSA A TER POUCA VALIA, MAS, FAZER DISSO NOSSO MAIOR INTERESSE É DEMAIS PARA QUEM NÃO TEM GOSTO PELA TRAGÉDIA QUE COMO BEM O DIZES É ESPECULADA PELOS JORNAIS DE TODOS OS HORÁRIOS.
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

ॐ Shirley ॐ disse...

Palavras sensíveis e ternas para nos mostrar os dois lados da mesma moeda...
Belíssimo!
Muita Paz e muita Luz!

Helena disse...

Meus queridos, estive aqui dias atrás e pensei ter deixado um comentário... Não o vendo por aqui busquei no meu arquivo e vou postá-lo novamente. Acredito que alguma coisa falhou (risos). Eu vim para dizer que minha cunhada Aninha fez questão de deixar um comentário ao comentário de todos que estiveram no meu blog na ocasião do seu aniversário. Quando puderem, passem por lá para lerem a resposta que deu aos dois.
Uma semana de paz e luz num beijo de carinho.
**********************************************
Também me causa horror esse descaso com que os ditos 'jornais' ficam a esmiuçar notícias tão desastrosas. Também me chega a impressão de que alguns repórteres se comprazem nesse mister de vasculhar a vida não só da vítima como também dos familiares chegados, vizinhos, no intuito de obter um sensacionalismo de quinta categoria. Dá para notar as intencionais palavras incentivadoras para que as pessoas possam prolongar um comentário, acrescentando-lhes detalhes desnecessários, sentimentos sofridos, e muitos, ingenuamente, se vêem obrigados a saciar essa fome maligna, doentia, que certos repórteres possuem de querer cavar mais e mais a dor alheia. Acho revoltante tal procedimento, o que vem a denegrir a imagem de repórteres que apenas noticiam os acontecimentos sem querer deles extrair emoções e sentimentos desnecessários dos envolvidos. Cada um leva a sua dor, e não é preciso alardear o sofrimento.
A par de tudo, minha linda, dá para se focar mais na imagem que encima tua postagem, tão doce, tão linda, tão meiga, a nos lembrar que ainda existe ternura em muitos corações.
Muito oportuna a letra de Cordilheira onde a Simone, entre outros versos, solta a voz para dizer: “Eu quero apenas ser cruel naturalmente e descobrir onde o mal nasce e destruir sua semente”.
Aos meus queridos amigos deixo uma rosa sem espinhos e um beijo nos seus apaixonados corações.
Com carinho,
Helena

Ricardo Tribin disse...

Precioso poema, pleno de sincero sentimiento.

Recibe un abrazo grande!!

Fê blue bird disse...

Olá Bindi,

Um relato comovente de uma realidade que nos fere tanto.
Tem que haver muito mais respeito pelos familiares e pelas vítimas.

Um beijinho

Mirtes Stolze. disse...

Boa tarde, Bindi e Ghost.
Dizem por aqui que vivo no mundo da lua, eu não assisto noticiário, não por achar que vendo noticia ruim , atrair etc, isso para mim é mito, mas porque fico revoltada, justamente pela sua revolta, pela forma que eles fazem para sempre obter mais audiência sem se da conta da dor que pode está causando a pessoas que já enfrentam muitas vezes a pior dor. Também sinto a dor apresentada e isso estava me fazendo mal, então resolvi a um ano não mais assistir, assisto agora canal fechado, filmes etc. Fazer sensacionalismo em cima do fato tão triste é no minimo desrespeitoso. Linda imagem apresentada, mostrando a pureza da alma de uma menina inocente. Uma linda noite meus querido amigos. Forte abraço.


Toninho disse...

Com o tempo o povo acostumou-se à violência em toda sua extensão e assim violentar os ouvidos e olhos tornou-se banal. O sensacionalismo é cada vez mais latente nas emissoras e vejo que muitas pessoas se entregam a esta tortura como se sentissem prazer.
Levam flores aos mortos e não satisfeitos expõem suas vísceras para os abutres de plantão.
Um bom grito amigos.
Meu abraço de paz e luz.

Vera Lúcia disse...


Olá amigos,

É mesmo revoltante a maneira como alguns repórteres exploram o sofrimento alheio em nome do ibope. As perguntas são absolutamente despropositadas. Cutucam as feridas para provocarem lágrimas e emoções, colocando ainda mais em desequilíbrio as vítimas da violência e da dor bem assim aqueles que estão do outro lado da tela. As mazelas do mundo não deveriam ser tão exploradas, pois isto apenas espalha desalento, desesperança e mais negatividade em torno de um mundo já tão conturbado. Precisamos, sim, de notícias boas, aquelas que não dão ibope, mas que acalentam nosso coração. O mundo precisa de energias positivas para se reerguer. Precisa que vibremos positivamente para que o bem suplante o mal.
Já nem tenho ânimo para assistir aos telejornais, mas não posso ficar alheia aos acontecimentos. Uma dose de bom senso e de respeito por parte de alguns jornalistas seria bem vinda.

Excelente texto, ótima música e imagem deliciosa de contemplar.

Beijos.

Nal Pontes disse...

Muito interessante! imagem linda. Desejo um dia maravilhoso e alegre Bjs

Bell disse...

O que dá ibope é tragédia, elas ficam gravadas por anos nas cabeças das pessoas.
Do contrário se passa algo bom, o povo assiste mas logo esquece.
Estou vendo muito pouco TV por conta disto, já basta os dias difíceis que vivemos não preciso ver mais tragédias não.
Nós alimentamos daquilo que vemos e ouvimos.

bjokas =)

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá amigos Ghost e Bindi,passando para desejar a vocês lindos feriados.
Bjs-Carmen Lúcia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...