quinta-feira, 11 de agosto de 2022

🍇🍃 A Poda das Videiras 🍇🍃

 




Podou-me o inverno as asas translúcidas de sonhos
E abriguei-me encolhida a esperar a primavera
Passaram-se os dias insípidos, bisonhos
e vi sangrar o escarlate de minh'alma nessa espera.

Meu vizinho era o vento que embaralhava meus cabelos
e pelas tumbas cinzentas zunia e espalhava folhas
 Eu o ouvia gargalhar, a zombar de minhas escolhas,
e por deixar-me podar, vaticinou-me mil flagelos.

Quanto tempo esperar, antes de dar o primeiro passo...?
Por quantos meses, dias, aguardar a natureza...?
Meu coração impetuoso já rangia em tal cansaço
que tentou convencer-me de que esperar era fraqueza.

Tenha calma, falaram-me as andorinhas...o verão está bem perto
Mas ninguém me ensinou a dosar  movimento e indolência
Posso perder se espero,  não sei avançar no momento certo...
E nesse intervalo, o escultor tempo molda meu coração com paciência...
 
Bíndi
 
Crédito da foto: site do Clube Vinhos Portugueses

9 comentários:

  1. Olá, querida amiga Bindi!
    Que reflexão tão bem-vinda no momento atual onde estamos esperando dias melhores!
    É tempo de discernimento apurado e de treinar a paciência da espera...
    Que nosso Escultor nos modele a d de mais Amar e Servir!
    Tenha dias abençoados!
    Beijinhos com carinho fraterno
    😘🕊️💙💐

    ResponderExcluir
  2. Minha querida Bindi. Que saudade de vir aqui beber desta tua inspiração. Um beijinho com carinho e vou voltar sempre

    ResponderExcluir
  3. A renovação é necessária e a história da vida transforma-se todo o tempo. Paciência que as folhas caem e o mundo se renova a todo instante. Um abraço

    ResponderExcluir
  4. https://poemasdaminhalma.blogspot.com/
    Olá, Bíndi !
    Que bom saber esperar, também é uma virtude.
    Esperar pela primavera vale sempre a pena , pois é uma das estações
    mais bela do ano em que a natureza se renova. Gostei da reflexão poética.
    Abraço poético.
    Luisa Fernandes

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, queridos amigos!
    Espero que estejam bem, a todos os níveis.
    Depois de uns meses de ausência para descansar as minhas mãos, estou de volta.
    Que poema bem escrito, Bíndi! Tantas "imagens" foram surgindo ao longo do teu poema. Apreciei os teus movimentos, os teus desejos e angústias.
    Ela sempre vem, florida e bela. Só temos de ter paciência, qualidade que nos falta, vez ou outra.
    Aí, a Primavera, aqui o Outono com as vindimas, dias pequenos e natureza recolhida.
    Há que entender e respeitar o movimento de translação da Terra.
    Um grande abraço para ambos.

    ResponderExcluir
  6. Oi cadê vocês por aqui. Espero que esteja tudo bem. Saudade de vc e de seu cantinho

    ResponderExcluir
  7. Oi, Bindi!
    A vida no campo já não é fácil. Vive-se para aprender a ter paciência. Esperar pelo broto, esperar pelo fruto, esperar pela colheita... Se pensar, a vida é uma eterna espera!
    Beijus,

    ResponderExcluir

Obrigado por nos visitar e comentar! Abraços com carinho

Bíndi e Ghost

COMENTÁRIOS OFENSIVOS, NÃO SERÃO PUBLICADOS.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...